Rua do lado de Buda

As descobertas de um passeio a pé por Budapeste

Subimos pelas simpáticas e aprazíveis ruas do lado de Buda até o Palácio Real. Achei o palácio legalzinho (eufemismo para meia-boca).

Palácio Real de Budapeste

Palácio Real de Budapeste

Palácio Real de Budapeste

Palácio Real de Budapeste

Quando fomos entrar na Igreja de São Matias aconteceu algo inusitado: eu estava com uma blusinha regata pois o dia estava bem quente, e na entrada da igreja me pediram para colocar um lenço para cobrir minhas partes pudendas (no caso, meus braços).

Igreja de São Matias em Budapeste

Igreja de São Matias em Budapeste

Eu e várias outras turistas tivemos que colocar o tal do lenço, mas é a primeira vez que vejo isso em uma igreja, porque lá até parece uma mesquita, embora não seja (evidentemente).

Igreja de São Matias em Budapeste

Igreja de São Matias em Budapeste

Igreja de São Matias em Budapeste

Igreja de São Matias em Budapeste

Depois de várias fotos, descemos pelos caminhos do palácio de volta à Peste para irmos até a Andrássy út,  uma extensa avenida que liga o centro a Praça dos Heróis para passear pelo muito agradável boulevard ao longo da avenida.

Avenida Andrássy út de Budapeste

Estátua de Liszt Ferenc em Budapeste
Estátua de Liszt Ferenc

Avenida Andrássy út de Budapeste

Avenida Andrássy út de Budapeste

Avenida Andrássy út de Budapeste

O passeio pelo boulevard é muito interessante. Paramos para conhecer a Ópera Estatal; estava terminando o mini concerto que acontece duas vezes por dia, às 15h e às 16h, iniciando com um tour pelo teatro. Não conseguimos assistir ao mini concerto, mas imagino que deve ser muito bonito.

Ópera Estatal de Budapeste

Paramos para tomar um delicioso café no Muvesz e dar continuidade ao passeio até a Praça dos Heróis.

Café Muvesz em Budapeste

Praça dos Heróis de Budapeste

Voltamos de metrô pela linha amarela. Os trens dessa linha parecem aqueles do parque de diversões Hopi Hari, muito bacana! Lendo sobre o assunto, o Thales descobriu que esse é o trem mais antigo da Europa Continental. Isso explica o metrô Hopi Hari.

Metrô da linha amarela em Budapeste

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *