Estrada para Caraíva

Aventuras de Gurgel por Caraíva, Praia do Espelho e Trancoso

Acordamos cedo, tomamos café na padaria e zarpamos para Caraíva. Aliás, estávamos de Gurgel indo para um lugar a 70 km de distância! Aventura total!

A estrada é um terror em termos de buracos (para o carro que estávamos foi aventura suficiente), mas muito bonita!

Estrada para Caraíva

Estrada para Caraíva

Estrada para Caraíva

Na chegada deixamos o carro num “estacionamento”, que é tipo um bolsão, só que pago. Atravessamos o rio com barquinho de pescador, que é bem rapidinho, e começamos explorar essa simpática vila de pescadores.

Caraíva

Caraíva

Caraíva

Logo de cara gostei. Vila de pescador, tudo bonitinho, para turista mesmo, mas é bonito. Fomos andando e a vista para o mar foi cada vez melhorando.

Caraíva

Caraíva

Caraíva

Caraíva

Ficamos um tempo tirando foto dos carangueijinhos e logo chegamos na vista mais fascinante… O rio Caraíva desembocando no mar.

Caraíva

Caraíva

Esse é um lugar para ir, ficar numa pousada pé na areia e curtir o lugar por alguns dias…

Caraíva

Caraíva

Ficamos um tempão ali, tomamos água de coco e até comprei uns brinquinhos de uns viajantes. Mas foi pouco. Zanzamos pelas ruelas e becos… um labirinto, bem charmoso.

Caraíva

Caraíva

Caraíva

Como demoramos para chegar e ainda queríamos ir à Praia do Espelho e Trancoso, não podíamos demorar, pois estávamos a 70 km de Arraial e com um Gurgel velho (e um tanto quanto caindo aos pedaços), fomos embora no início da tarde. Valeu para ter uma ideia do lugar, mas temos de voltar para ficar.

Bora de Gurgel para a Praia do Espelho. Uma das praias mais bonitas do mundo! Esse lugar deve bombar no verão! É muito lindo! Mas estava tudo vazio e fechado. Tínhamos pensado em almoçar por ali, mas não rolou.

Praia do Espelho

Praia do Espelho

Praia do Espelho

Andamos a praia de ponta a ponta e depois começou a chover; hora de ir para Trancoso.

Praia do Espelho

Estávamos longe, de Gurgel, caindo a noite naquela super estrada boa. Na ida o carro já havia dado umas falhadas nas subidas, parecia que ia enguiçar de vez, mas foi que foi. Na volta, como o marcador de gasolina estava quebrado, não sabíamos o quanto tínhamos de gasolina para rodar. Antes de sair no dia anterior enchemos o tanque (com todos os frentistas olhando para o carro como se fosse uma peça de museu) e rodamos pra caramba, mas naquele momento não sabíamos como estávamos de combustível. Na saída de Caraíva colocamos um pouco (com a jovem frentista perguntando: “que carro é esse?!?”), mas mesmo assim, como o ponteiro não se mexia, fomos no achismo e na fé.

Tocamos o carro, ele foi que foi, velocidade máxima 80 km! Uma das características do possante eram os dois furos no assoalho, que obrigava o Thales a passar pelas poças (porque desviar não dava) devagar, senão entrava barro até no teto. Como não passávamos tão devagar assim, o jeito foi meter o pé no buraco maior para que o estrago não fosse tão grande. E revezar os buracos com o pé.

Trancoso

Chegamos em Trancoso no lusco fusco, mas como ali só tem o Quadrado, deu para conhecer.

Trancoso

Na frente das lojinhas, à noite, tudo fica iluminado com luminárias. Muito bonito.

Trancoso

Trancoso

Entrei numa loja para fuçar e gostei tando dela que tirei até umas fotinhos.

Loja Cheia de Graças

Loja Cheia de Graças

Cris e Laila Assef, donas da loja ‘Cheia de Graças’ têm muito bom gosto. Tudo uma formosura. Tem roupas, sapatos, bijus, artigos de decoração, luminárias e um café. Adorei! Comprei uma pulseira linda!

Depois ainda jantamos um camarão na moranga delicioso. Ai, ai…

E o Gurgel nos levou firme e forte para Arraial!

Chegando na casa ainda pegamos a cadeira de praia e fomos para a praia apreciar as estrelas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *