Placa da rua de Praga

Chegada em Praga

Desembarcarmos em Praga, capital da República Tcheca, no dia 2 de agosto de 2013 no auge do verão! Um calor in-su-por-tá-vel!!!

Pegamos o ônibus em frente ao aeroporto até o metrô. Eu com uma mochila de 15 quilos e o Thales com 16 quilos. Olha só, a mochila do marido mais pesada que a minha! Pegamos o metrô na estação Dejvicka e descemos em Staromestska para irmos andando até o hotel que ficava bem perto do Castelo de Praga.

Agora imagina, depois de 16 horas de viagem, cansada, você desce naquele calor dos infernos com uma mochila pesada nas costas para andar sei lá, uns 500 metros com uma bela subida até o hotel, consegue imaginar? Eu passei igual um raio pela Ponte Carlos e nem quis olhar para o lado. E a ponte só é a mais linda da Europa!

Ponte Carlos

Passado o calor inicial, chegamos no Hotel The Golden Horse House (U Zlateho Konicka) que está super bem localizado na rua Uvoz, nº 8; estreita e pitoresca com bares excelentes.

Tomamos um belo banho e saímos para explorar Praha! Viajar nessa época do ano tem um lado muito positivo, começa anoitecer nove da noite! Então, quando saímos às 17h30 para zanzar o sol estava brilhando e ainda andamos bastante para o primeiro dia.

Fernanda em Praga

Almoçamos/jantamos num pub tradicional chamado Hostinec U Tri Zlatych Trojek, que fica na rua Tomasska, nº 6. Lugar bom e barato. Super recomendo. Comida deliciosa e a cerveja, excelente!

Pub em Praga

Outra coisa, cuidado ao comprar água e outros comes e bebes em lugar muito turístico. Compramos uma água na venda do chinês na rua do hotel – um lugar bem turístico porque era caminho para o castelo e todos passavam por lá – que custou o preço do almoço/jantar. Aff…, mas como estávamos exaustos, pagamos o preço de ser “roubados”.

E logo após sermos “roubados” pelo chinês paramos no café para tomar algo e apreciar o lugar, não demos sorte, o garçom foi tão grosso que desistimos e fomos embora. Anota o endereço aí para você também não ser maltratado: o bar do Hotel U Krale Karla, na rua Uvoz, nº 4.

Mas antes de entrar no hotel fizemos uma nova tentativa num restaurante quase ao lado do hotel chamado Kafe U zelenych kamen (Café Fogão Verde) na rua Uvoz, nº 6. Foi onde tomamos novamente uma das melhores cervejas do mundo antes de descansar para no dia seguinte começarmos desbravar Praga!

Mas os acontecimentos do dia ainda não haviam terminado. A cama do hotel quebrou e tivemos que colocar o colchão no chão e dormir!

Cama quebrada do hotel

E para arrematar a noite logo depois que deitamos os hóspedes de algum quarto em cima do nosso jogaram água no pessoal do bar bem embaixo do hotel que estavam falando alto e fazendo bastante barulho. Começou o maior bate boca, o Thales nem ouviu nada, mas logo tudo acalmou. A rua do hotel é tranquila, apesar de estar bem perto do castelo, mas possui bons bares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *