Praça Rynek Glówny da Cracóvia

Cracóvia e o charme da maior praça medieval da Europa

Chegamos na estação de trem da Cracóvia bem cedinho, às 6h30.

Surpreendentemente a temperatura estava amena, bem diferente dos outros países que passamos (frio, pero no mucho).

Praça Rynek Glówny da Cracóvia
Praça Rynek Glówny

Fomos para o hotel, mas era necessário esperar um pouco para fazer o check-in. Então deixamos as mochilas lá e fomos tomar café no Scandale Royal na Praça Szczepanski. O café foi delicioso! Vista para a pracinha, um friozinho agradável (para o Thales, porque eu estava de shorts e morrendo de frio) e um omelete excelente!

Praça Szczepanski da Cracóvia

Exploramos um pouco as ruas da cidade e fomos dar entrada no hotel. Eu precisava de um banho antes de sair para fazer altos passeios. Afinal, passamos a noite no trem e sem banho! Tá, ficamos boa parte do dia anterior nas termas em Budapeste, dentro da água, mas não é qualquer água, são águas sulfurosas, meu corpo estava cheio de enxofre! A sensação era: preciso de um banho urgente!

Depois de um banho bem gostoso, fomos para o Castelo de Wawel. Passeamos pelos aposentos reais ricamente decorados. Na câmara dos deputados o destaque são as cabeças esculpidas no teto, bem bacana. Não conseguimos ver outras partes do castelo real, pois os tickets estavam esgotados.

Castelo de Wawel na Cracóvia

Castelo de Wawel na Cracóvia

Castelo de Wawel na Cracóvia

Sino do Castelo de Wawel

Castelo de Wawel na Cracóvia

Li que atrás do Monte Wawel há uma série de cavernas ligadas a lenda de um dragão. Descendo umas escadas podemos chegar dentro do covil do dragão (literalmente, dentro da caverna do dragão).

Covil do dragão do Castelo de Wawel

Covil do dragão do Castelo de Wawel

Achei demais! Só estragou um pouco na saída que colocaram um dragão bem meia boca cuspindo um foguinho sem graça.

Dragão do Castelo de Wawel

Subimos também na torre que dá uma vista parcial do castelo.

Vista da torre do Castelo de Wawel

Vista da torre do Castelo de Wawel

Depois fomos procurar um lugar bacana para comer e paramos em um restaurante Ucraniano chamado Smak Ukrainski. Gostei da experiência, mas não me lembro o nome do prato que comi, só sei que não gostei muito…

Andamos mais um pouco pelas belas ruas da cidade em direção a Praça Rynek Glówny, onde estávamos hospedados no Hotel Venetian House que fica bem em frente à praça, lugar super localizado e agradável.

Detalhe: essa é mesma praça que estava vazia de manhãzinha quando chegamos.

Praça Rynek Glówny da Cracóvia

Praça Rynek Glówny da Cracóvia

Praça Rynek Glówny da Cracóvia

E a noite o charme da maior praça medieval da Europa é ainda maior.

Praça Rynek Glówny da Cracóvia

Praça Rynek Glówny da Cracóvia

Praça Rynek Glówny da Cracóvia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *