Mina de Sal Wieliczka

O sal da terra da Cracóvia

Dia de fazer outro mega passeio. Fomos conhecer as duas partes da Mina de Sal Wieliczka que estão abertas ao público. A mina fica 15 minutos de ônibus do centro da cidade. Fizemos dois passeios de aproximadamente três horas cada. Sensacional!

A primeira parte da mina é toda preparada para o turismo, mas se você é friorenta como eu, leve uma blusa, porque entrar embaixo da terra é bem geladinho.

Mina de Sal Wieliczka

O primeiro passeio impressiona pela grandiosidade. Lá embaixo tem várias capelas, estátuas, lagos e uma igreja linda, tudo de sal! Há também a indefectível lojinha de suvenires, banheiro e restaurante (nenhum deles de sal, infelizmente). Tudo muito bem estruturado para nós, os turistas embasbacados com tanto cloreto de sódio em forma de pedra.

Mina de Sal Wieliczka

Mina de Sal Wieliczka

Mina de Sal Wieliczka

Mina de Sal Wieliczka

No segundo passeio, você sai dessa mina e anda uns 10 minutos atravessando uma pracinha que parece daquelas do interior de São Paulo, para chegar na próxima mina que na verdade é continuação da primeira (são cerca de 300 km de extensão no total).

Praça perto da Mina de Sal Wieliczka

Este passeio foi preparado recentemente para o turismo e começou a funcionar em agosto de 2012. É um passeio mais natural, rústico, sem o conforto e conveniências do primeiro, com várias atividades para se sentir como é o modo de trabalhar do minerador. Colocamos os macacões, os apetrechos e entramos na mina ao natural, sem climatização ou luz que não a do capacete.

Fernanda e Thales na Mina de Sal Wieliczka

Mina de Sal Wieliczka

Em uma das atividades puxamos os carrinhos com as pedras de sal e tentamos quebrá-las para trazer para casa (trouxemos duas pedrinhas de lembrança – um moleque francês que estava no nosso grupo trouxe um pedaço de sal do tamanho de um pão… a família economizou sal para o ano). Outra consistia em serrar toras de madeira, que servem para escorar os tetos das várias câmaras da mina. Uma experiência inesquecível!

Mina de Sal Wieliczka

Depois de passar o dia minerando fomos conhecer o Kazimierz, o bairro Judeu que antigamente era uma cidade independente, mas hoje é um bairro da Cracóvia. Um lugar um tanto lúgubre, sombrio, mas muito charmoso e cuja praça central tem vários restaurantes com comida típica judaica. Excelente comida, excelente final de jornada.

Bairro judeu Kazimierz da Cracóvia

Bairro judeu Kazimierz da Cracóvia

Hora de descansar que o dia foi cheio e amanhã embarcamos para São Petersburgo (veja o post)!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *