Passeio de barco pelos canais de São Petersburgo

São Petersburgo: Veneza com vodka

São Petersburgo é considerada a Veneza do Báltico. E, claro, não poderíamos deixar de fazer o passeio de barco pelos canais da cidade.

Acordamos um pouquinho mais tarde, pois o passeio era somente às 11h. Um dia antes pesquisamos durante nossas andanças qual passeio faríamos e achamos um em inglês. Porque na Rússia quase ninguém fala inglês, tivemos que fazer bastante mímica para nos virar, esse é um fato bem diferente da Europa.

O passeio começou em um dos vários canais da cidade e a guia foi explicando a história dos prédios e parques ao longo do canal.

Passeio de barco pelos canais de São Petersburgo

Passeio de barco pelos canais de São Petersburgo

Demos no Rio Bolshaya Neva, de onde se tem uma bela vista do Hermitage e da fortaleza e voltamos por outros canais. Muito agradável o passeio.

Passeio de barco pelos canais de São Petersburgo

Passeio de barco pelos canais de São Petersburgo

Depois fomos à Fortaleza de Pedro e Paulo que data de 1703 e é o edifício mais antigo da cidade. Como sempre, conhecemos a Catedral de São Pedro e São Paulo cuja torre de 122 metros de altura assemelha-se a uma agulha é um dos marcos de São Petersburgo. E na fortaleza fica também a prisão onde foram mantidos vários presos políticos como: Dostoiévski, Gorky, Trotsky, entre outros.

Fortaleza de Pedro e Paulo
Fortaleza de Pedro e Paulo. No canto esquerdo, a torre que assemelha-se a uma agulha da Catedral de São Pedro e São Paulo

Prisão da Fortaleza de Pedro e Paulo

Ah, conhecemos também a “praia”. Em frente à fortaleza há um pedaço de areia; lá sempre é possível ver pessoas tomando sol e se refrescando no rio.

Praia da Fortaleza de Pedro e Paulo

Depois nosso tour foi por algumas estações de metrô.

As estações de metrô na Rússia são conhecidas por serem decoradas como palácios. O metrô de São Petersburgo é um dos mais fundos do mundo. “As escadas parecem que saem do centro da terra”, segundo o Lonely. Eu concordo!

Estação de metrô de São Petersburgo

Ordem das estações que visitamos: na linha 1 vermelha paramos na Ploschad Vosstaniya,

Estação de metrô Ploschad Vosstaniya

Narvskaya,

Estação de metrô Narvskaya

Kirovskiy Zavod,

Estação de metrô Kirovskiy Zavod

E na Avtovo.

Estação de metrô Avtovo

Na linha 5 roxa conhecemos a Admiralteyskaya.

Estação de metrô Admiralteyskaya

A visita embaixo da terra compensa!

Depois fomos atravessamos os belos Jardins Mikhailovsky, ao lado da Igreja do Sangue Derramado, porque queríamos conhecer também os Jardins de Verão, um dos parques mais bonitos da cidade, mas como era terça-feira estava fechado e não deu para visitá-lo, infelizmente. Teremos que voltar!

Jardins Mikhailovsky

Jardins Mikhailovsky

Voltando, passamos no Campo de Marte com uma chama eterna que queima no seu centro pelas vítimas da Revolução de 1917 e consequente guerra civil. Cuidado ao andar pela grama pois há comunistas enterrados por ali!

Campo de Marte de São Petersburgo

Campo de Marte de São Petersburgo

E para fechar São Petersburgo com chave de ouro paramos no Café Singer, na avenida Nevsky Prospekt, onde também é uma super papelaria e livraria.

Nove da noite, hora de pegar as mochilas no hotel e ir para a estação de trem embarcar em outro trem noturno rumo a nossa última parada, Moscou (veja o post).

Estação de trem de São Petersburgo

Estação de trem de São Petersburgo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *