Trem noturno para a Polônia

Último dia em Budapeste: Despedida e trem noturno para a Polônia

Dia de ir embora da Hungria rumo a Polônia, mas como nosso trem era somente à noite, fizemos o check-in no hotel, deixamos a mochilas lá e fomos passar o dia adivinha onde? Nas termas, claro!

Fernanda nas Termas Szechenyi

Thales nas Termas Szechenyi

Ficamos relaxando nas termas até umas 14h30. Depois andamos ali pelo parque, demos uma volta no Castelo Vajdahunyad, que é bem perto, mas não tem nada que chame muito atenção. Mas o lugar é bem aconchegante, cercado de árvores e à beira do Lago Városliget.

Castelo Vajdahunyad de Budapeste

Lago Városliget de Budapeste

Parque perto do Castelo Vajdahunyad de Budapeste

Paramos num café bonitinho, perto do hotel, para comer alguma coisa antes de pegar as mochilas e ir embora.

O porteiro do hotel deu uma dica excelente para chegarmos até a estação de trem. Nossa ideia inicial era pegar o metrô e descer na estação de trem, mas como as estações são bem fundas, você sempre dá uma boa andada.

A dica: do hotel (no post chegada em Budapeste falo onde ficamos), a melhor opção era pegar o ônibus 7E, bem na esquina, que ele para bem em frente a estação de trem. Praticamente não andamos e chegamos em 15 minutos. Aguardamos um pouco até o trem chegar e enquanto isso o Thales ficou praticando o alemão dele (bem iniciante) com um simpático casal de velhinhos que estava voltando para a Alemanha. Das ist meine Frau, Fernanda!

Estação de trem de Budapeste

Estação de trem de Budapeste

Bora ter minha primeira experiência com o trem noturno!

Fê no trem noturno para a Polônia

Adorei! Acho que lembra muito o avião, com duas diferenças: tem cama para deitar e dormir a noite toda com travesseiro, lençois brancos e limpos. E a privacidade da cabine, que no nosso caso era para três pessoas, mas foi somente eu e o Thales, praticamente vip!

Só não tem banheiro com chuveiro, mas tudo é bem limpo.

Fê no trem noturno para a Polônia

Viajamos a noite inteira, cruzamos a Hungria e a Eslovênia numa boa até a Cracóvia, onde chegamos pela manhã.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *